quarta-feira, 6 de setembro de 2017

Lançamento > Ultimatum > Landeg White > 06 OUT > 18H30



Em janeiro de 1890, a Grã-Bretanha ameaçou Portugal, seu mais
antigo aliado, com um ultimato, ignóbil para Portugal, esquecido
há muito tempo na Grã-Bretanha: Saía de África ou então sofra o
bombardeamento de Lisboa. O romance de Landeg White
apresenta uma narrativa deste importante e, ao mesmo tempo,
divertido episódio histórico da perspectiva africana, portuguesa e britânica.

Landeg White is a poet, historian, novelist, and prize-winning
translator of The Lusíads (Oxford World’s Classics, 1997) and The

Collected Lyric Poems of Luís de Camões (Princeton U.P., 2008).

Lançamento de Livro > CorajosaMente > 25 SET > 18H00


Espectáculo de leitura encenada > ABC dos Animais > 29 OUT > 16H00

Sinopse

Vamos descobrir o animal escondido por detrás de cada letra do alfabeto?!
Partindo do universo das férias de Verão mostramos como pode o alfabeto
transformar-se num verdadeiro jardim zoológico.
De uma forma didática e muito divertida, vamos (re)conhecer as letras e partir à
descoberta do mundo animal.

Let’s find the hidden animal behind each alphabet letter!?
We show from the universe of summer holidays how can the alphabet became a
veritable zoo.
In a didactic and very entertaining way, we are going to make known the letters and
explore the animal world.

Criação e Interpretação: Lita Pedreira e Luís Geraldo
Duração: 45 min aprox.
Público-Alvo: Famílias com crianças maiores de 3 anos.

terça-feira, 5 de setembro de 2017

Exposição > A Caixa de Música > Ricardo Jorge > 06 — 24 SET


Espectáculo de leitura encenada > E se, de repente, tudo fosse ao contrário? > Histórias com Asas > 01 OUT > 16H00


Sinopse
Um peixe destemido, um gato-boi com nome de artista e muitos pirilampos. São estes
os protagonistas das histórias que se contam. Histórias que nos fazem respirar fundo e
dar muitos passos em frente. E se, de repente, tudo fosse ao contrário?
Tudo é possível nesta viagem à palavra, basta ter imaginação.

A fearless fish, a cat-ox with artist name and many fireflies. These are the stars of the
told stories. These stories make us take a deep breath and many steps forward. And if,
suddenly, everything was reversed?
Everything is possible in this journey to the word, we just need to have imagination.

Concerto > CCV > Wind Trio > 30 SET > 22H00


terça-feira, 29 de agosto de 2017

Oficina de Ilustração > com Teodora Boneva > 3, 10 e 17 SET > 14H


Nesta oficina os participantes podem experimentar várias técnicas de expressão

plástica que vão ser aplicadas na produção de ilustrações sobre conteúdos diversificados.


Público alvo: meninos dos 6 aos 12 anos
Número min. 6 meninos e número max.12
Horário: das 14 às 15 horas
Datas: 3,10 e 17 de Setembro de 2017
Preço: 10 Euros (com os materiais incluídos no preço)
Formadora: Teodora Boneva
Inscrições /informações : desenho.natureza@gmail.com ou tm 927559119
Inscrição prévia - obrigatória

3 de Setembro- Ilustrar um pensamento
10 de Setembro- Ilustrar mamíferos
17 de Setembro- Ilustrar aves

25ª Quinzena de Dança de Almada > Mostra de Videodança > 03 OUT > 18H30


Sessão comentada pelos Prof. Daniel Tércio e Prof. Leonel Brum

O grande número de propostas de muita qualidade recebidas para apresentação na Mostra de Vídeodança, levou-nos a reunir os trabalhos selecionados de acordo com âmbitos de intervenção específicas, que perpassam a videografia atual no que respeita as ligações entre o corpo, a câmara, as tecnologias de tratamento de imagem e edição e o imaginário construído pelos autores. Cada sessão aprofunda uma área em particular, mostrando a diversidade de abordagens possíveis ao mesmo tema, e o visionamento de todas as sessões poderá dar-nos uma boa visão das diferentes tendências da vídeodança que se faz hoje no mundo.

Na Livraria Ler Devagar é apresentada a sessão RITOS E RITUAIS

Rituais litúrgicos presentes no imaginário contemporâneo, ritos urbanos e performativos, cerimoniais que se transmutam.

“Espetáculo Yabás”, Márcio Dantas / Coletivo Corpo Aberto BRASIL

“Mourning”, (Gyászfilm), Réka Szabó HUNGRIA

“Unsettling Green”, Francesca Perrucci / Gustavo Monteiro / Francisco Moreira PORTUGAL

“Dogmado”, Vinicius Francês / Juliana Merengue BRASIL

“Time of a Breath”, Manuela Carreta / Florenzo Zancan ITÁLIA

“Freedom”, Sílvia Nevjinsky / Collin Martin PORTUGAL

“D(Eu)S”, Jessica Samara / Kathyn Carvalho / Kathyn Carvalho / Jr. Pereira BRASIL

“The Lovers”, Brian Castillo / Charisma Glasper / Elliot Storey ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA

Daniel Tércio é doutorado em Dança, professor associado na FMH - ULisboa. Integra a direção do INET-md (Instituto de Etnomusicologia – Centro de Estudos em Música e Dança),  e coordena o grupo de investigação sobre estudos da dança. É investigador responsável pelo projecto Technologically Expanded Dance. Enquanto crítico de dança, tem colaborado regularmente com a imprensa desde 2004.

Leonel Brum é doutor em Artes Visuais pela Escola de Belas Artes da Universidade Federal do Rio de Janeiro, com a tese “Videodança: uma escrita cênica da dança”. Atualmente desenvolve pesquisa pós-doutoral pela ULisboa. É professor e coordenador do Midiadança: laboratório de dança e multimídia (ICA/ Universidade Federal do Ceará). É diretor fundador do dança em foco – Festival Internacional de Vídeo & Dança e PODFest – Festival Internacional de Poéticas Digitais. Tem artigos e livros publicados sobre dança, história da dança e videodança.


Programa completo em quinzenadedancadealmada.cdanca-almada.pt

sexta-feira, 11 de agosto de 2017

Concerto > Agar > 12 AGO > 22H


Concerto > Free Pantone Trio > 2 SET > 22H


FREE PANTONE trio  Texto PT

FREE PANTONE TRIO é um grupo musical português que alicerça a sua música em 3 pilares fundamentais, a música clássico-contemporânea, o Jazz europeu, e a música improvisada. De cariz trans-idiomático explora a música por diversos ângulos e perspectivas onde as dicotomias moldam as formas e os padrões musicais deste conjunto. Conceitos de vernáculo, tonalidade, estocástico e aleatório são postos em causa a cada momento. Assim e neste caso a improvisação é o canal por onde os músicos enchem, esvaziam e usam o seu background de escuta activa, seguindo marcas e referências com sentido claro único e agregador para que a composição espontânea em tempo real aconteça.

Manuel Guimarães - piano / Rui Sousa - baixo / João Valinho - bateria

FREE PANTONE trio  Text ENG

Free Pantone trio is a Portuguese musical group that bases its music on 3 fundamental pillars, classical-contemporary music, european jazz, and improvised music. Of a trans-idiomatic nature it explores the music by diverse angles and perspectives where the dichotomies shape the musical forms and the musical patterns of this trio. Concepts as vernacular, tonality, stochastic and random are called into question at every moment. Thus and in this case, improvisation is the channel through which musicians fill, empty and use their active listening background, following marks and references with a single and aggregate clear meaning for spontaneous real-time composition to take place.

LINKS MEDIA:

Youtube
https://www.youtube.com/watch?v=Z5cPH3nSmuM

Soundcloud
https://soundcloud.com/user-957503789

Concerto > Mind Reset > 16SET > 21H30



domingo, 16 de julho de 2017

Apresentação de Livro > Maçã com Bicho > Josefa de Maltezinho > 28 JUL 18H30


Sinopse
Numa época em que no país se atravessa uma tremenda crise económica, António, um homem de cinquenta anos, habituado à abastança da sua classe média, vê-se de repente a braços com uma situação de desemprego permanente, que o arrasta para um buraco do qual não consegue sair. Sozinho e desiludido, com a vida a andar-lhe constantemente de flanco, ele sonha com um novo começo longe daquele sítio, que o viu nascer. Parte, então, entregue apenas aos resmungos da sorte e imbuído de uma única certeza, levar o mar por companhia. Porém, uma vez mais, o destino não o irá poupar e encarregar-se-á de lhe pregar muitas partidas, de o vergastar com imensos dissabores, que António se verá obrigado a enfrentar sem lhes vislumbrar um fim no horizonte. É que uma história como a de António, ou as de outros tantos Antónios por esse mundo fora, jamais se fez num ápice.