sexta-feira, 29 de outubro de 2010

TOP 5 - MÊS DE OUTUBRO

LITERATURA

. Sômbolos rios que vão, António Lobo Antunes (D. Quixote)
. Espuma dos Dias, Boris Vian (Frenesi)
. Villa Celeste, Hélia Correia (Contraponto)
. A Biblioteca, Zoran Zivkovic (Cavalo de Ferro)
. Escritos Pornográficos, Boris Vian (Guerra & Paz)

LITERATURA INFANTIL

. Animalário Universal do Professor Revillod (Orfeu Negro)
. Contradição Humana, Afonso Cruz (Caminho)
. Os livros que devoraram o meu Pai, Afonso Cruz (Caminho)
. Contos para meninos que adormecem logo a seguir, Pinto & Chinto (Kalandraka)
. Livro dos Quintais, Isabel Minhós Martins & Bernardo Carvalho (Planeta Tangerina)

NÃO-FICÇÃO

. Festas de Inverno no Nordeste de Portugal, Paula Godinho (100 Luz)
. Revista Se... Não, AAVV (Coisas de Ler)
. O Espectador Emancipado, Jacques Rancière (Orfeu Negro)
. Porquê ler Marx hoje?, Jonathan Wolff (Cotovia)
. Olhar do Fotógrafo, Michael Freeman (Dinalivro)

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Há alternativa à austeridade? (30 de Outubro - 21h)

Ciclo Outras Palavras

Há alternativa à austeridade?

com José Reis (economista e professor catedrático na Universidade de Coimbra)


Org. Fórum Manifesto

domingo, 24 de outubro de 2010

não lugar para som e corpo (30 de Outubro - 23h)

NÓS COLECTIVO apresenta:

não lugar para som e corpo

com Tizo All & Anajara Amarante (dança) | Blu Wasem (música) | Manuel Alves (invenções sonoras) & o convidado Monsieur Trinité (objectos).

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Walden Pond's Monk (30 de Outubro - 21.30)

Walden Pond's Monk é o título do novo álbum de Tiago Sousa, que chegará ao mercado nacional e internacional pelas mãos da editora americana Immune Recordings, ligada a artistas como Tape e Micah Blue Smaldone, e da distribuidora Thrill Jokey Records em Março de 2011.

Inspirado na obra literária de Henry David Thoreau, autor que desmonta as vicissitudes da existência humana em plena Revolução Industrial americana, Walden Pond's Monk vem afirmar as opções estéticas e ideológicas do músico e compositor, que se cruzou recentemente com Walden ou a Vida nos Bosques e Desobediência Civil, as obras de Thoreau eternizadas como legado da sua filosofia.

O espírito contestatário presente na sua obra, que apela à liberdade, à expressão individual e ao reencontro do Homem moderno com as suas raízes ancestrais de comunhão e respeito pela natureza, exercem um enorme fascínio em Tiago Sousa. De tal modo que se concentra em compreender como poderá aplicar estas concepções ideológicas na sua expressão artística. A estética que o músico vem desenvolvendo, cristalizada em Insónia (Humming Conch, 2009) e confrontada com a obra ensaística de Henry David Thoreau encontra o meio para a sua emancipação. Prossegue assim o seu caminho numa abordagem quase-romântica, quase-impressionista, sem os formalismos da escola erudita, abraçando ao invés, agora em plena consciência, a simplicidade como fundamento da sua existência.

Com o lançamento do álbum marcado para Março de 2011 (local a anunciar), Tiago Sousa pretende iniciar um novo ciclo da sua carreira musical com Walden Pond's Monk.


TIAGO SOUSA | Tiago Sousa nasceu em 1983 numa manhã chuvosa de Outono. A sua infância é profundamente marcada pela presença da sua avó com quem aprende a tocar piano e com quem cultiva um património emocional ligado aos grandes mestres da música erudita. Com a entrada na adolescência cede ao apelo do universo do rock que o leva a criar as suas primeiras bandas.

Ao chegar ao Barreiro na primeira década do século XXI, a cidade da margem sul que o abraçou com energia criativa e uma nova cena musical, Tiago Sousa cria a netlabel Merzbau, que incentiva as primeiras aventuras musicais de nomes como Noiserv, Lobster ou B Fachada, enquanto participa como músico nas bandas Goodbye Toulouse, Jesus, the Misunderstood e Sapien Sapiens. Frequenta ainda a Escola de Jazz do Barreiro e envolve-se na produção dos festivais de música do Barreiro como o Out.fest, Barreiro Rocks e o Barreiro Outras Músicas.

Em 2006, de regresso a uma fase de busca interior pela sua identidade criativa, é mais uma vez um gesto da sua avó que marca o seu percurso: Tiago Sousa recebeu um piano vertical em sua casa. Nesse momento o músico planta as sementes de Crepúsculo, o seu primeiro álbum, editado ainda em 2006, e de Noite/Nuit, editado em 2007, ambos na Merzbau.

Os seus impulsos criativos não cessaram de se transformar em composições cada vez mais sólidas. Em 2008 surge The Western Lands, editado pela alemã Resting Bell, e em Novembro de 2009, dá a conhecer Insónia, disco editado pela também alemã Humming Conch, que marca simbolicamente a fundação da sua estética. Insónia passa por salas como a Galeria Zé Dos Bois, o Teatro Municipal Maria Matos, ou a Livraria Trama, entre outras.

The Walden Pond's Monk, disco que será lançado pela editora americana Immune Recordings em Março de 2011, representa um passo determinante na afirmação estética de Tiago Sousa, reforçada pela leitura de dois clássicos da literatura americana, Walden – Or Life in the Woods e Civil Disobidience, escritos no final do século XIX por Henry David Thoreau.

Fortemente influenciado esteticamente por compositores do período Romântico e Impressionista e ideologicamente por correntes de pensamento protagonizadas por nomes como Lao Tze, Walter Benjamin, Guy Debord ou Jacques Rancière, a sua abordagem expressa-se através de música de respiração lenta e formas simples guiada por um método espontâneo, emotivo e auto-didacta.

Tiago Sousa cruzou o mesmo palco com músicos como Shannon Wright, Vic Chesnutt ou Half Asleep, e percorreu a Europa por duas vezes para tocar nas principais cidades europeias, entre as quais Berlim, Barcelona, Bruxelas e Paris.

sexta-feira, 8 de outubro de 2010

«J'interroge les liens qu'entretient la musique avec la souffrance sonore.», Pascal Quignard

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

TOP 5 - MÊS DE SETEMBRO

LITERATURA

. Bom Inverno, João Tordo (D. Quixote)
. Livro, José Luís Peixoto (Quetzal)
. Canto Nómada, Bruce Chatwin (Quetzal)
. Máquina de Fazer Espanhóis, Valter Hugo Mãe (Alfaguara)
. Contos de São Petersburgo, Gogol (Biblioteca Editores Independentes)

LITERATURA INFANTIL

. Animalário Universal do Professor Revillod (Orfeu Negro)
. Livro Negro das Cores, Menena Cottin & Rosana Faría (Bruaá)
. Eu Espero, Davide Calli & Serge Bloch (Bruaá)
. O Ponto, Peter H. Reynolds (Bruaá)
. O Coração e a Garrafa, Oliver Jeffers (Orfeu Negro)

NÃO-FICÇÃO

. Revista Se... não!, AAVV (Coisas de Ler)
. 2780 Taberna - Cozinha Experimental, AAVV (Bertrand)
. 1910 - a duas vozes, Fernando Rosas & Henrique Castro Mendo (Bertrand)
. Pequeno Livro do Grande Terramoto, Rui Tavares (Tinta da China)
. Sidónio Pais, Miguel Ramos Nunes (Cosmos)