sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

O Menino Triste - Punk Redux - 22 de Dezembro - 21h30

(clique na imagem para ampliar)

ENTRADA LIVRE

Punk Redux é uma home­nagem à cultura punk, um tributo às suas conquistas no domínio da criatividade e da liberdade de expressão, é uma ânsia de mudança ex­pressa através de uma valen­te biqueirada no piegas e no convencional, cujas repercus­sões se sentem ainda hoje.

Dois anos passados após a publicação de A Essência, essa viagem dividida entre Coim­bra e Veneza em busca do segredo da Arte, o Menino Triste volta para nos falar, e como de costume fazer reflectir, sobre os inícios do movimento Punk em Inglaterra. O prefácio do livro é da autoria de Soo Catwoman, um dos ícones mais marcantes de todo o movi­mento.

A história do livro parte de um pedaço de vida do seu autor que esteve em Ingla­terra em 1976 e que por acaso conheceu um punk, que viria a ser o “Punk”, ícone do movimento e amigo de Sid Vicious. Depois vêm Soo Catwoman, Susie e tantos outros que estiveram nas origens da cena punk. É com eles que o Menino Triste anda por Kin­gs Road, vai à “Sex” comprar roupas e até chega a ser convidado para tocar no “100 Club”. E assim, o livro leva-nos bem para o meio da cultura punk e fala-nos dos valores e das ideias por detrás deste movimento de contestação urbana. O punk foi muito mais do que os clichês dos cabelos em crista, das pulseiras de picos e da obscenidade. Há uma essência criadora e uma energia vital que foram esquecidos e que este livro tenta recuperar, como são o seu grito inconfor­mista, a sua luta contra o convencional e a ousadia de afirmar.

Mais uma vez, João Mascarenhas construiu uma história subtil que mistura o auto­biográfico, o factual e a ficção, fazendo do Menino Triste um dos verdadeiros prota­gonistas da história da música e da cultura punk.

Mas há mais, porque entrelaçando-se neste fio da narrativa principal, há uma reflexão sobre o Portugal de então, acabado de sair de uma ditadura que nem permitia conce­ber na imaginação, quanto mais na acção, algo próximo da contestação punk. É no cruzamento destes dois fios que surgem as reflexões e os acontecimentos mais origi­nais e provocatórios da obra e que podem ajudar a compreender o significado do 25 de Abril para as camadas mais jovens. Para os olhos mais atentos aos desenhos e à história, será possível descobrir José Mário Branco, Zeca e outros tantos como ele que fize­ram da liberdade de expressão a sua causa.

sábado, 3 de dezembro de 2011

Don't ask why - João Francisco Vilhena

INAUGURAÇÃO DA EXPOSIÇÃO 6 DE DEZEMBRO - 19H

Trata-se de seres humanos, desprovidos de temperatura erótica, que apelam ao nosso olhar. Figuras saídas de um teatro de sombras. Criaturas vulneráveis que transmitem uma sensação de melancolia. Não perguntem porquê.

Lurdes Faria (Comissária)

* * *
ENTRADA LIVRE

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

O que vês dessa janela?

O que vês dessa janela? - 25 de Novembro - 18h30

* * * 
No mês em que se completam 9 anos sobre a mudança dos habitantes da aldeia da Luz, a EDIA (Empresa de Desenvolvimento e Infra-estruturas do Alqueva, S.A.), através do Museu da Luz, lança um livro para os mais novos contando a história deste processo. 

A vida na antiga aldeia, os primeiros rumores sobre a construção do Alqueva, os avanços e recuos da obra, a chegada das máquinas, a demolição das antigas casas ou a subida das águas são alguns dos momentos contados nas páginas deste livro, com textos de Isabel Minhós Martins e ilustrações de Madalena Matoso. 

O livro resulta de uma encomenda do Museu da Luz à editora Planeta Tangerina e procura descrever a aventura vivida por toda a comunidade —  os medos, as incertezas, a dificuldade em abandonar a aldeia antiga e também a esperança trazida pela água da barragem — antes, durante e depois do fecho das comportas. 

O livro será oferecido às crianças da aldeia da Luz  (grande parte delas já nascidas após a mudança para a nova aldeia), mas a ideia é que chegue também a todas as outras crianças. Passados quase 10 anos desde a submersão da antiga Luz é muito provável que grande parte delas nunca tenha ouvido falar desta história que emocionou o país e levou muitos turistas à região, para ver a aldeia que seria engolida pelas águas.

ENTRADA LIVRE

sábado, 12 de novembro de 2011

Estórias de amor para meninos de cor - 17 de Novembro - 21h30


Apresentação do livro Estórias de amor para meninos de cor, de Kalaf Angelo, ed. Caminho

* * *
Gosto do risco que correm os que acreditam na construções das coisas belas. Gosto do tempo que dedicam À procura da subtileza e da melodia das palavras simples, palavras que estão na boca de todos mas que, quando reveladas pelas suas, parecem afectar-nos mais gravemente. Gosto do gosto luso das palavras, suas histórias sobre o amor, a perda e saudade. Gosto de verbos redondos; gosto de formas, estilos. Sotaques, erros e hesitações. Gosto da certeza frágil e da certeza exacta.

* * *
ENTRADA LIVRE

Lisboa à Mesa - 16 de Novembro - 18h30


Apresentação do livro Lisboa à Mesa, de Miguel Pires, ed. Planeta

* * *
Um guia para quem gosta de comer, foodies e aspirantes a tal, dirigido a um público abrangente, que se interessa por restaurantes mas que gosta também de cozinhar e de saber onde se pode comprar ingredientes e descobrir gourmandises.

* * *
ENTRADA LIVRE

terça-feira, 1 de novembro de 2011

TOP 5 - Mês de Outubro

LITERATURA

Gabriel, Amélia Vieira (Cavalo de Ferro)
O Retorno, Dulce Maria Cardoso (Tinta da China)
Um enlace feliz, Alberto Pimenta (Destinos)
. Filho de mil homens, Valter Hugo Mãe (Alfaguara)
Comissão de Lágrimas, António Lobo Antunes (Dom Quixote)

LITERATURA INFANTIL

Animalário Universal do Professor Revillod, - (Orfeu Mini)
Um, Dois, Três Maltês, Nadia Bude (A Cobra Laranja)
Esta é a tua história, Annelore Parot (Presença)
Caderno de pintura para aprender as cores, Pascale Estellon (Orfeu Mini)
E tu, rabiscas?, Nikalas Catlow (Gailivro)

NÃO-FICÇÃO

Guerreiro Verde, Filipe Garcia (Livros d’Hoje)
Portugal, Povo de Suicidas, Miguel de Unamuno (Abismo)
Loucos pela Índia, Régis Airault (Via Óptima)
2780 - Taberna, AAVV (Bertrand)
Caminhar Caminhando, Lao Tse (Relógio d’Água)

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Meu Tio o Jaguar

21 OUTUBRO - 18 DEZEMBRO
SEXTAS & SÁBADOS - 21H30 - DOMINGOS - 19H30
 ________________________

Meu Tio o Jaguar

Guimarães Rosa (autoria) | Jorge Listopad (encenação) | José Artur Pestana(interpretação)

DURAÇÃO APROX. 1H45 - MAIORES 12 ANOS

RESERVAS 213 259 992
BILHETES NORMAL 12€* | ESTUDANTE, +65, -30 - 6€*

* * * * *
Pela primeira vez em Portugal na cena teatral, um texto completamente fora dos códigos estabelecidos – Meu Tio o Iauaretê / Meu Tio o Jaguar – de umdos maiores escritores brasileiros do século XX, João Guimarães Rosa.

Mas também fora de Portugal, excepto no Brasil, esta prosa, este conto dramático, nunca foi realizado como peça teatral mas, apenas radiofonicamente. Assim, de certo modo, trata-se de uma estreia mundial.

Constituído por um monólogo a duas vozes, com muitos presentes e ausentes, de um caçador de onças-jaguar que, numa metamorfose quase feita diante dos olhos dos espectadores, se transforma, pela solidão, melancolia aguda e alegria quase grotesca, em jaguar, o seu bicho mais amado antes de ser caçado.

Estamos perto de uma emoção algures em zonas obscuras, entre animalidade e humanidade, o nascimento de um novo sentimento; mas também não estamos longe das grandes obras épicas do autor de Grande Sertão, Veredas, aqui ainda mais fascinante pela utilização de uma nova linguagem, uma osmose do português do Brasil e de tupi, de neologismos, de gritos e de sons. Um encantamento lúcido.

Será e é um teatro diferente e raramente visto! Um mysterium!

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Ciclo de Conferências Olh'a Revolução


3.11 - A Revolução o que é? - Jorge Costa & José Soeiro

10.11 - ...e quem a há-de fazer? Que sujeito para a Revolução? - Bruno Peixe & Andrea Peniche

17.11 - Que partidos e/ou que momentos para a luta emancipatória? - Ana Drago & Joana  Mortágoa

24.11 - O Estado e a Revolução. Como é que isto se (des)combina? - Carlos Carujo & Miguel Cardina

Grotescos e Paisesgens


GROTESCOS E PAISAGENS 
de
 Manuel Vieira

26 de Outubro - 20 de Novembro

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

PROGRAMA 2.ª QUINZENA DE OUTUBRO
 &
 1.º QUINZENA DE NOVEMBRO

PEÇA DE TEATRO

MEU TIO O JAGUAR

21 Outubro - 18 Dezembro

Sextas & Sábados - 21h30 - Domingos - 19h30

João Guimarães Rosa (autoria) | Jorge Listopad (encenação)

José Artur Pestana (interpretação)

duração aprox. 1h45 - maiores 12 anos

Reservas 213 259 992 | bilhetes normal 12€ | estudante, +65, -30 -6€

* * *
Cadernos de Viagem – Michel

Todos os Domingos às 17h

ENTRADA LIVRE

* * *
23 de Outubro – Domingo – 17h
Concerto de Guitarra por Cipriano Mesquita + Laia - Cipriano Mesquita parte de exercícios de guitarra portuguesa para descobrir abordagens novas às capacidades do instrumento tradicional. Alguém escrevia que os instrumentos tradicionais servem para o que se quiser que sirvam. Cipriano Mesquita levou à letra.

26 de Outubro – Quarta-Feira 
21h30 - Inauguração da Exposição de Desenho Grotesco e Paisagens, de Manuel Vieira


28 de Outubro – Sexta-Feira
19h – Curso Pensamento Crítico Contemporâneo, por Vítor Oliveira Jorge – Pós-estruturalismo: Michel Foucault

29 de Outubro – Sábado 
23h30 – Concerto de Thollem McDonnas (piano), João Pedro Viegas (clarinetes baixo e soprano), Ulrich Mitzlaff (violoncelo), Paulo Curado (flauta e saxofones soprano e alto) e Carlos Zíngaro (violino).

3 de Novembro – Terça-Feira
21h30 - Tertúlias de Outono Portugal, o Euro e a Europa , por Paulo Trigo Pereira

4 de Novembro – Sexta-Feira  – 19h
Curso Pensamento Crítico Contemporâneo, por Vítor Oliveira Jorge – Pós-estruturalismo: Jacques Derrida

8 de Novembro – Terça-Feira - 21h30
Tertúlia Cultural Politeia - "Os Templários: das origens à queda", com Felício Correia

9 de Novembro  – Quarta-Feira
19h – Apresentação do livro Três Anos em Nodar - Práticas Artísticas em Contexto Específico no Portugal Rural, edição Nodar.

10 de Novembro – Quinta-Feira 
18h30 –  Lançamento do livro Brasiliana Tangencial, de Henrique Garcia Pereira, ed. IST Press, apresentado por Nicolau Santos.

11 de Novembro – OPEN DAY (em actualização)

18h - Programa Engraxadores Tradição, org. SCML
18h30 - Inauguração Exposição Esculturas Suspensas de Miguel Figueiredo

19h – Curso Pensamento Crítico Contemporâneo, por Vítor Oliveira Jorge – Feminismo: Judith Butler

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Guerreiro Verde - 20 de Outubro - 18h30


(clique na imagem para ampliar)

Lançamento do livro Guerreiro Verde - Manuel Pinto um português ao serviço da Greenpeace, de Filipe Garcia.

Manuel Pinto nasceu no Porto, cresceu no Luxemburgo e cedo descobriu o gosto pelas viagens. Tornou-se punk, trabalhou em fábricas e em armazéns de armamento, mas foi quando entrou na Greenpeace que a vida mudou. Começou por ajudar na manutenção dos barcos da organização e chegou a responsável internacional pela coordenação da frota. Foi agredido e preso, esteve nos protestos contra os ensaios nucleares em Muroroa, combateu os alimentos transgénicos em Lisboa e passou três anos entre índios e perigosos madeireiros na selva amazónica. Hoje, da sede em Amesterdão, acompanha à distância todos os protestos da maior organização ecologista do mundo. Uma vida em português na defesa da terra.

ENTRADA LIVRE

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

PrivateZ(oo)m - Tempo de Bichos - 14 de Out. - 22h


Este projecto surgiu da necessidade de documentar a poluição urbana e dar um seguimento estético e contextualizado em paralelo com os bichos na poesia de Arménio Vieira – poeta Caboverdiano, que foi distinguido com o prémio Camões em 2009.

Esta sessão denominada pelo autor de videophonémica por combinar o vídeo, as sonoridades e a palavra, terá cerca de 30 m de duração. Será composta por 15 poemas da autoria do poeta Arménio Vieira, 8 mantras sonoros e 450 imagens de um zoo imaginário.

ENTRADA LIVRE

Cipriano Mesquita - 24 de Outubro - 17h


São sons de guitarra portuguesa. São pedaços de Paredes. São tons de praias cor de barro. São as outras vozes de Marceneiros. São as músicas que provavelmente ouviu naquele dia. São Alfama em 2011.

Cipriano Mesquita parte de exercícios de guitarra portuguesa para descobrir abordagens novas às capacidades do instrumento tradicional. Alguém escrevia que os instrumentos tradicionais servem para o que se quiser que sirvam. Cipriano Mesquita levou à letra. Ouvidos mais atentos escutaram e o resultado apareceu no NOVOS TALENTOS FNAC 2011 (com a música Vertigem).

ENTRADA LIVRE

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Programação - Outubro

1 a 23 de Outubro
Exposição de fotografia e instalação vídeo: “transiberiano-transmongoliano”, de Henrique Real

26 de Outubro a 21 de Novembro
Exposição de desenho a tinta da china, de Manuel João Vieira

6ªs a Domingos
Exposição de objectos cinemáticos “A máquina do tempo”, apresentados por Pietro das 17H30 às 21H00
Peça de teatro “Meu tio o Iauaretê/meu tio o Jaguar”, de Guimarães Rosa (autoria) Jorge Listopad (encenação), e José Artur Pestana (interpretação).
Monólogo a duas vozes de um caçador de onças-jaguar que, numa metamorfose quase feita em frente dos espectadores, se transforma num jaguar

Domingos
“Feira na Fábrica”: livros, velharias, flores, música, gastronomia, aos domingos de Outubro, das 12H00 às 19H00
17H00 – Concertos “Cadernos de Viagens”, com Michel e convidados

1 de Outubro - Sábado
18H00 – Tertúlia “Quatro Estações”, org. Granular: “Políticas e estratégias - perspectivas sobre uma actualidade em crise” (transversalidade de géneros musicais ou não-idiomatismo?)
18H00 – Lançamento livro “Fé nos Burros”, de João Pedro Marnoto, edição de CM de Alfândega da Fé
22h30 – Concerto “Quatro Estações”, org. Granular, com José Tavares (guitarra), Ricardo Freitas (guitarra baixo) e António Pedro (bateria)

4 de Outubro – 3ª Feira
21H00 – Jantar/Tertúlias de Outono, Dobrando o Tempo, Dobrando Uma Esquina - “Economia Solidária: a Emergência de Uma Alternativa” com João Wengorovius Meneses e Paulo Trigo Pereira

6 e 7 de Outubro – 5ª e 6ª Feira
18H00 – Ensaios da peça “Meu tio o Iauaretê/meu tio o Jaguar, de Jorge Listopad

8 de Outubro - Sábado
21H30 – Concerto, com Rui Calapez (piano),  Aurélie Dorzée (violino) e Jean Cristophe (piano) – (A Confirmar)

9 de Outubro – Domingo
12H00 às 19H00 – Feira na Fábrica
17H00 – Concerto “Cadernos de Viagem”, com Michel e convidados

11 de Outubro – 3ª Feira
18H00 – Lançamento de livro, edição Coisas de Ler (data a confirmar)

12 de Outubro – 4ª Feira
21H00 – Lançamento de Livro "Os Vivos e os Mortos", de Júlia Lello, edição da autora

14 de Outubro – 6ª Feira
18H30 – Debate - "Mundo Rural: o regresso ao futuro", em torno do livro "Entre as Cidades e a Serra", com Armando Sevinate Pinto, João Ferrão, José Reis e João Seixas
22H00 – Videophonema “Private Z(oo)m - Tempo de Bichos”, - expressão pluri-media composta por sessão videográfica, paisagens sonoras e leituras de textos do poeta Arménio Vieira, por Mito Elias

16 de Outubro – Domingo
12H00 às 19H00 – Feira na Fábrica
17H00 – Concerto “Cadernos de Viagem”, com Michel e convidados

21 de Outubro – 6ª Feira
19H00 – Curso "Pensamento Crítico Contemporâneo", por Vítor Oliveira Jorge, org. TerraFirme
21H30 – Estreia da Peça de Teatro “Meu tio o Iauaretê/meu tio o Jaguar”, de Guimarães Rosa (autoria) Jorge Listopad (encenação), e José Artur Pestana (interpretação).

22 de Outubro – Sábado
21H30 – Peça de Teatro “Meu tio o Iauaretê/meu tio o Jaguar”, de Guimarães Rosa (autoria) Jorge Listopad (encenação), e José Artur Pestana (interpretação). Em cena às 6ªs e Sábados (21H30) e Domingos (19H30)

23 de Outubro – Domingo
12H00 às 19H00 – Feira na Fábrica
17H00 – Concerto “Cadernos de Viagem”, com Michel e convidados
17H00 – Concerto Guitarra Portuguesa e Viola, com Cipriano Mesquita e Laia (Alexandre Bernardo)
19H00 – Peça de Teatro “Meu tio o Iauaretê/meu tio o Jaguar”, de Guimarães Rosa (autoria) Jorge Listopad (encenação), e José Artur Pestana (interpretação). Em cena às 6ªs e Sábados (21H30) e Domingos (19H30)28 de Outubro – 6ª Feira

26 de Outubro – 4ª Feira
18H30 - O Rural Plural - Olhar o Presente, Imagina o Futuro, edição 100 Luz. A obra será apresentada por Elisabete Figueiredo e Fernando Oliveira Baptista
21H30 – Inauguração da Exposição de Desenho, a tinta-da-china, de Manuel João Vieira


27 de Outubro – 5ª Feira
19H00 – Lançamento de livro "Já Uma Flor se Levanta", de Helena Pato, edição Editorial Tágide

28 de Outubro – 6ª Feira
19H00 – Curso "Pensamento Crítico Contemporâneo", por Vítor Oliveira Jorge, org. TerraFirme
21H30 – Peça de Teatro “Meu tio o Iauaretê/meu tio o Jaguar”, de Guimarães Rosa (autoria) Jorge Listopad (encenação), e José Artur Pestana (interpretação).

29 de Outubro – Sábado
10H00 às 18H00 – Workshop “Eneacoaching”
18H30 - Lançamento do livro "Eneagrama" de Khristian Paterhan C.
21H30 – Peça de Teatro “Meu tio o Iauaretê/meu tio o Jaguar”, de Guimarães Rosa (autoria) Jorge Listopad (encenação), e José Artur Pestana (interpretação).

30 de Outubro – Domingo
10H00 às 18H00 – Workshop “Eneacoaching”
12H00 às 19H00 – Feira na Fábrica
17H00 – Concerto “Cadernos de Viagem”, com Michel e convidados
19H00 – Peça de Teatro “Meu tio o Iauaretê/meu tio o Jaguar”, de Guimarães Rosa (autoria) Jorge Listopad (encenação), e José Artur Pestana (interpretação).

31 de Outubro – 2ª Feira
10H00 às 18H00 – Workshop “Eneacoaching” 

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

TOP 5 - Mês de Setembro

LITERATURA

Filho de mil homens, Valter Hugo Mãe (Alfaguara)
Máquina de fazer espanhóis, Valter Hugo Mãe (Alfaguara)
Amante Holandesa, J. Rentes de Carvalho (Quetzal)
Morte Melancólica do Rapaz Ostras & Outras Histórias, Tim Burton (Antígona)
O Museu da Rendição Incondicional, Dubravka Ugresic (Cavalo de Ferro)

LITERATURA INFANTIL

Animalário Universal do Professor Revillod, - (Orfeu Mini)
Um, Dois, Três Maltês, Nadia Bude (A Cobra Laranja)
O Principezinho, Antoine de Saint-Exupéry (Presença)
Esta é a tua história, Annelore Parot (Presença)
Caderno de pintura para aprender as cores, Pascale Estellon (Orfeu Mini)

NÃO-FICÇÃO

. 2780 - Taberna, AAVV (Bertrand)
Portugal, Povo de Suicidas, Miguel de Unamuno (Abismo)
. Da China, Henry Kissinger (Quetzal)
Diamantes de Sangue, Rafael Marques (Tinta da China)
Manual dos Crimes Urbanísticos, Luís F. Rodrigues (Esfera dos Livros)

sábado, 17 de setembro de 2011

O filho de mil homens - Valter Hugo Mãe


(clique na imagem para ampliar)

A Editora Objectiva, a Livraria Ler Devagar e Valter Hugo Mãe têm o prazer de o (a) convidar para o lançamento do novo romance do autor
“O Filho de Mil Homens”, um autêntico fenómeno da literatura portuguesa que marca o inicio de uma nova etapa na sua escrita.

O evento, de entrada livre, terá início às 21h30 na LER DEVAGAR,
seguido de uma festa pela noite dentro pelos 40 anos do autor.

Traga um amigo e venha festejar connosco!

- - - - -

RUA RODRIGUES FARIA - 103 - G 0.3

BUS: 56, 60, 714, 720, 727, 732, 738, 751| 15E, 18E | 201, 203

sábado, 3 de setembro de 2011

Programa - Setembro 2011

6ªS A DOMINGOS - 17H30 ÀS 21H00- EXPOSIÇÃO DE OBJECTOS CINEMÁTICOS “A MÁQUINA DO TEMPO”, APRESENTADOS POR PIETRO

2 de Setembro - 6ª Feira
19H00 – Inauguração de Exposição de pintura “Hochzeit”, de Eugénia Rufino (até 19 de Setembro)

7 de Setembro – 4ª Feira
10H00 – Apresentação ano escolar (reservado)
19H00 – Lançamento do livro “Z a Zero”, de Wilmar Silva, edição de Anome Livros (Belo Horizonte) e apresentação de Fernando Aguiar. Leitura de poemas por Wilmar Silva, Luís Serguilha e Victor Sosa

10 de Setembro – Sábado
21H30 – Apresentação do livro Da janela do meu (a)mar de José Luís Outuno, Edições Vieira da Silva

16 de Setembro – 6ª Feira
22H30 – Concerto música improvisada com José Bruno Parrinha (clarinete soprano), João Pedro Viegas (clarinetes baixo e soprano), Gonçalo Lopes (clarinetes) e Ricardo A. Freitas (guitarra baixo)

17 de Setembro – Sábado
22H30 – Concerto - Trio de cordas "Clave de Lua"

23 de Setembro - 6ª Feira
21H00 – Inauguração Exposição de fotografia e Instalação de vídeo ”Transiberiano - Transmongoliano”, de Henrique Real (até 10 de Outubro).

24 de Setembro – Sábado
19H00 – Conferência e Apresentação do livro "Terapia da Imaginação material dinâmica", com Susana Rotbard. Org. das Sociedades Portuguesa de Psicossomática e de Psicodrama Psicanalítico de Grupo.
22H00 – Apresentação do livro O FILHO DE MIL HOMENS, de Valter Hugo Mãe, edição Alfaguara, com apresentação de Mário Soares.

25 de Setembro – Domingo
11H00 – "Feira na Fábrica” - livros, velharias, flores, música, gastronomia, aos domingos das 11 às 19h

29 de Setembro – 5ª Feira
19H30 – Inauguração do bar de vinhos e tapas Wine Element na LER DEVAGAR.

30 de Setembro – 6ª Feira
22H00 – Concerto de Outono - Ciclo de Encontros Granular "Quatro Estações" com Paulo Curado (saxofones alto e soprano, flauta), Bruno Parrinha (clarinetes soprano e alto), Paulo Chagas (oboé, clarinete baixo, saxofone alto, flauta), Pedro Sousa (saxofone tenor), + Manuel Guimarães (piano) 

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

TOP 5 - Mês de Agosto


LITERATURA

O Falador, Mário Vargas Llosa (BIIS)
Auto-de-Fé, Elias Canetti (Cavalo de Ferro)
Fome, Knut Hamsun (Cavalo de Ferro)
O Carteiro de Pablo Neruda, Antonio Skármeta (BIIS)
O Museu da Rendição Incondicional, Dubravka Ugresic (Cavalo de Ferro)

LITERATURA INFANTIL

Animalário Universal do Professor Revillod, - (Orfeu Mini)
Um livro para todos os dias, Isabel Minhós Martins (Planeta Tangerina)
Um, Dois, Três Maltês, Nadia Bude (A Cobra Laranja)
Livro do Buraco, Peter Newell (Libri Impressi)
O Principezinho, Antoine de Saint-Exupéry (Presença)

NÃO-FICÇÃO

. 2780 - Taberna, AAVV (Bertrand)
Crumpled City Map de Lisbon (Palomar)
O Erotismo, Georges Bataille (Antígona)
Não-Lugares, Marc Augé (90º)
Uma Pequena História do Mundo, E. H. Gombrich (Tinta da China)

sábado, 30 de julho de 2011

Horário de Verão

AGOSTO 2011

LIVRARIA / GALERIA / BAR

QUARTA A SÁBADO
12H00 - 24H00

DOMINGO
15H00 - 22H00

FÉRIAS: ENCERRA DE 15 A 23 DE AGOSTO

* * * * *

RESTAURANTE MALACA TOO

ABERTO AOS ALMOÇOS E JANTARES TODOS OS DIAS

(SEGUNDA A DOMINGO)

FÉRIAS: NÃO ENCERRA PARA FÉRIAS 

sábado, 23 de julho de 2011

Poema Bar - 27 de Julho - 22h

(clique na imagem para ampliar)

Sob a égide de Vinicius de Moraes e Fernando Pessoa, Poema Bar celebra a poesia e a música de Portugal e Brasil. Nesta actuação sugerimos também a poesia do espanhol Federico Garcia Lorca, expoente incontornável da cultura ibérica. Ao som de canções e harmonias brasileiras, espanholas e portuguesas, algumas das mais belas palavras destes poetas serão ditas e cantadas pelas vozes do actor Alexandre Borges e da cantora convidada Sofia Vitória, acompanhadas pelo piano de João Vasco. Poema Bar foi apresentado pela primeira vez na Casa Fernando Pessoa, em Lisboa, e de seguida no teatro alemão “Bühne der Kulturen” em Colónia, tendo o sucesso destas apresentações já garantido o regresso do espectáculo a ambos os países. No horizonte estão também novas actuações no Brasil e junto das comunidades lusófonas. Poema Bar abraça a cultura, vivências e afectos destes povos irmãos, provando que, afinal, o mar nos une mais do que nos separa. 

+ info 

sexta-feira, 22 de julho de 2011

Capitão Galvão (28 de Julho - 22h)

Capitão Galvão é uma banda de originais muito recente, composta por cinco jovens músicos oriundos dos mais diversos estilos músicas, desde os blues, ao metal e ao indie rock. O resultado é um conjunto de música rock/post/progressivo que conta com uma harmónica jazz para apimentar as coisas. Maioritariamente instrumental, esta banda conta também uma forte componente de improviso, que mantém o seu som sempre fresco e único.

Tiago Galvão Bateria | Cristovão Peças Harmónica / Voz | André Mendes Guitarra | João Gomes Guitarra | Alexandre de Sousa Baixo / Voz

ENTRADA LIVRE

segunda-feira, 18 de julho de 2011

Curso Pensamento Crítico Contempoerâneo

(clique na imagem para ampliar)

A TerraFirme tem o prazer de anunciar que está a promover o curso Pensamento Crítico Contemporâneo: alguns representantes, que será ministrado pelo Professor Doutor Vítor Oliveira Jorge (actualmente aposentado da docência na Faculdade de Letras da Universidade do Porto).

O curso será composto por 8 sessões (de 21 de Outubro a 9 de Dezembro), todas as sextas-feiras entre as datas referenciadas e serão abordados os seguintes autores:

1.1. | Psicanálise: Jacques Lacan | 
1.2. | Pós-estruturalismo: Michel Foucault |
1.3. | Pós-estruturalismo: Jacques Derrida |
1.4. | Feminismo: Judith Butler |
1.5. | Pós-marxismo: Giorgio Agamben |
1.6. | Lacan com Hegel: Slavoj Zizek |
1.7. | Pós-modernidade: Jean Baudrillard |
1.8. | Pós-modernidade: Jean-François Lyotard |

Poderão optar pela participação na totalidade das 8 sessões, obtendo um desconto acentuado relativamente à outra modalidade, ou seja, a participação em sessões avulso.

quinta-feira, 14 de julho de 2011

quarta-feira, 13 de julho de 2011

Cosie Cherie - Book of Music


Concerto de lançamento do álbum BOOK OF MUSIC dos Cosie Cherie

Dia 20 de Julho, 4.ª feira, pelas 22h a LER DEVAGAR recebe o concerto de lançamento do álbum de estreia dos Cosie Cherie - Book of Music.

Este concerto reúne a música com outras formas de arte num momento de partilha único que nos transporta para um universo intimista.

A música dos Cosie Cherie é uma eterna procura de equílibrio, ritmo e rimas que nos despertam a curiosidade pela quotidiana irracionalidade que há em todos nós. Oferecem, acima de tudo, sons verdadeiros, acolhedores, quentes e felizes.

+ info Cosie Cherie + DN + Body Space + Facebook

+ + + + +

Bilhete - 12.50€ (ingresso + cd*)

* O cd deverá ser levantado no dia do concerto mediante apresentação do bilhete

terça-feira, 12 de julho de 2011

Carlos "Zingaro" + Franziska Schroeder + Pedro Rebelo + Ulrich Mitzlaff

(clique na imagem para ampliar)

Pater Noster



PATER NOSTER

Notre Père qui êtes aux cieux
Restez-y
Et nous nous resterons sur la terre
Qui est quelquefois si jolie
Avec ses mystères de Paris
Qui valent bien celui de la Trinité
Avec son petit canal de l'Ourcq
Sa grande muraille de Chine
Sa revière de Morlaix
Ses bêtises de Cambrai
Avec son océan Pacifique
Et ses deux bassins aux Tuilleries
Avec ses bons enfants et ses mauvais sujets
Avec toutes les merveilles du monde
Qui sont là
Simplesment sur la Terre
Offertes à tout le monde
Éparpillées
Émerveillées elles-mêmes d'être de telles merveilles
Et qui n'osent se l'avouer
Comme une jolie fille qui n'ose se montrer
Avec les épouvantables malheurs du monde
Qui sont légion
Avec leurs légionnaires
Avec leurs tortionnaires
Avec les maîtres de ce monde
Les maîtres avec leurs prêtres leurs traîtes et leurs
reîtres
Avec les saisons
Avec les anées
Avec les jolies filles et avec les vieux cons
Avec la paille de misère pourissant dans l'acier des
canons

Jacques Prévert, Paroles

sexta-feira, 17 de junho de 2011

A Casa Ancestral de L. - José Gonçalves Gomes

Apresentação do livro A Casa Ancestral de L., de José Gonçalves Gomes, ed. Eucleia Editora, dia 16 de Julho, pelas 17h.

LIVRO | Narrada na primeira pessoa, a partir da visão de Catarina de L., esta é uma obra onde os plano ficcional e histórico se conjugam de um modo original, sem jamais resvalar para os lugares-comuns frequentemente encontrados numa história de amor em cenário de guerra. Porque é disso que essencialmente se trata, de amor e de guerra. De uma mulher cercada, que se cerca a si mesma. De um homem que a segue incondicionalmente. De beleza que não esmorece, apesar da fome, da miséria, da degradação.

«Tenho por companhia – além da cama e do genuflexório – o Cristo crucificado. De olhar erguido ao abandono do Pai. Estremecendo ante explosões que sobre Elvas espalham a ferralha incendiária. A oração penitente que me foi ensinada, dita e redita tantas vezes quantos os meus pecados, aflora por vezes os lábios. Estranha à minha vontade, surge sem apelo, discorre seu pranto, torna por fim às catacumbas de onde emergiu. Melhor faria chorar abraçando os muros. Mas a cal conventual, que dilui o corpo, não consola. A exiguidade da cela alarga a dor. Como o fogo nas encostas, o desespero faz pasto do que alcança.»

AUTORJosé Gonçalves Gomes nasceu em 1972. Doutorou-se em Matemática e é, actualmente, professor da Universidade Nova de Lisboa. A Casa Ancestral de L. é o seu primeiro romance. 

quarta-feira, 8 de junho de 2011

25 anos Hotel Lusitano + 50 anos Rui Zink

(clique na imagem para ampliar)

Caros amigos,

É com todo o gosto que vos transmito este convite muito especial:  apareçam, por favor,  no próximo dia 16, quinta-feira, na LER DEVAGAR (Lx Factory, - R. Rodrigues Faria, 103, em Alcântara), a partir das 21h, para tomar um copo com o Rui Zink no dia em que se comemora do seu meio século de vida. Haverá champanhe lusitano, haverá Hotel Lusitano, haverá bolo de velas, nos limites do stock existente, haverá importantes revelações sobre o próximo meio século de vida literária em Portugal, já avalizadas pela troika e tudo.

Tragam os abraços! Lá os esperamos :)

segunda-feira, 6 de junho de 2011

Feira na Fábrica


Senhores e Senhoras, meninos e meninas a nova Feira na Fábrica está a ponto de chegar a Lisboa e instalar os seus melhores "feirantes" no recinto da Lx Factory!!

A partir de 19 de Junho estaremos à vossa espera todos os domingos, das 11h às 19h, para vos dar a mostrar, provar e experimentar um novo programa de entertenimento domingueiro recheado de iguarias gastronómicas, tralha valiosa do passado, espécies naturais raras e peças únicas feitas à mão! 

Não sabe o que fazer aos domingos? Está farto de estar em casa em frente à televisão? Pois não hesite e venha conhecer os melhores profissionais deste universo feirante que terão muitas experiências para lhe contar, mostrar e vender!

A nossa feira ambulante vai acampar em Alcântara de 19 de Junho a 24 de Julho e não vai parar de animar esta cidade nos dias mais calmos da semana. 

Gostaríamos de convidar todos os feirantes não oficiais alfacinhas a fazer parte desta festa popular de compra e venda. Procuramos pessoas interessantes que tenham coisas interessantes para vender, seja vintage e segunda mão, artesanato urbano, comidas e plantas e até mesmo arte e design! 

Aguardamos ansiosamente pelas vossas inscrições! Se aínda não o fez não perca mais tempo vá a www.lxfactory.com e clique no flyer da Feira na Fábrica que tudo lhe será explicado no momento. A inscrição custa 10 € e já vem com uma mesa incluida! Preencha o formulário e envie-nos até 3 imagens daquilo que querem vender. Enviamos também em anexo o formulário para inscrição.

Temos cerca de 100 lugares à vossa espera por isso não deixem a oportunidade passar e venham fazer parte desta primeira edição da Feira na Fábrica.

É pró menino e prá menina tudo muito baratinho vai ver que não se vai arrepender!!! é pró menino e prá menina!!!!!

quarta-feira, 1 de junho de 2011

Programa de Junho

2 de Junho - 5.ª feira
19H00 – Leituras Encenadas – “O Tempo” -, a partir do livro “Sonhos de Einstein”, org Grupo de Teatro da UITI – Universidade Internacional da Terceira Idade
21H30 - Encontros “Attac à crise”, org. Nuno Ramos de Almeida (adiado)

3 a 5 de Junho - 6.ª a Domingo
17H30 às 21H00- Exposição de objectos cinemáticos “A máquina do tempo”, apresentados por Pietro

4 de Junho - Sábado
14H30 – Tertúlia “Ideias em Ebulição”
21H30 – Conferência " Factores de risco desenvolvimental na adolescência: da métrica à prática clínica”, por José Manuel Pinto, comentada por Jorge Caiado Gomes, organização da APPPP

7 de Junho – 3.ª Feira
21H30 – Ciclo “Pensar os Pensadores do Socialismo: A Revolução, o que é?”, organização CULTRA, com Jorge Costa e José Soeiro.

8 de Junho – 4.ª Feira
20H30 - Tertúlia “Ideias em Ebulição”

9 de Junho - 5.ª Feira
17H00 - Lançamento livro " "A Alma e o engenho do currículo", de Lígia Penim, edição da FCG/FCT com apresentação de António Nóvoa
22H00 – Lançamento de livro “Auto da Fonte dos Amores – Pedro e Inês”, libreto e música de Carlos Clara Gomes e ilustrações de Pedro Sousa Pereira, edição Tradisom e Companhia de Mente

10 a 12 de Junho - 6.ª a Domingo
17H30 às 21H00- Exposição de objectos cinemáticos “A máquina do tempo”, apresentados por Pietro

14 de Junho - 3.ª Feira
21H00 – Tertúlia Cultural Parodiana (tema a estabelecer)
21H30 – Ciclo Pensar os Pensadores do Socialismo: “A Revolução, o que é? … e quem a há-de fazer?”, organização CULTRA, com Bruno Peixe e Andrea Peniche

16 de Junho - 5.ª Feira
21H00 – Sessão do 25º aniversário da edição do livro “Hotel Lusitano”, editora Planeta, e 50º do autor Rui Zink
22H00 – Tertúlia – Ciclo “Dobrando o Tempo, Dobrando uma Esquina: A informalidade do financiamento público em Portugal: desafios à regulação”, por Luís de Sousa

17 a 19 de Junho - 6.ª a Domingo
17H30 às 21H00- Exposição de objectos cinemáticos “A máquina do tempo”, apresentados por Pietro

17 de Junho – 6.ª Feira
22h30 – Ciclo de Encontros Granular “Quatro Estações" - Concerto de Verão, com João Parrinha (bateria) Monsieur Trinité e Nuno Morão (percussão e objectos) e Joana Sá (piano preparado)

18 de Junho – Sábado
18H00 - Encontros Granular "Quatro Estações" - Tertúlia de Verão - Tema: Políticas e Estratégias: Perspectivas sobre uma actualidade em crise (improvisação-abordagens,processos, problemas
22h30 – Ciclo de Encontros Granular "Quatro Estações" - Concerto “A cena do ódio” por PREC (A Cena do Ódio), com Paulo Chagas, Fernando Simões, Paulo Duarte, Paulo Ramos, João Pedro Viegas e Miguel Leiria Pereira

19 de Junho – Domingo
11H00 às 19H00 – 1ª edição da “Feira na Fábrica”. Livros, velharias, flores, música, alimentação e bebidas, gastronomia, filmes e actividades infantis. Aos domingos, até 24 de Julho
16H00 – Inauguração exposição “EYE INSIGHT”, de Tara Woundenberg (até 18 de Julho

21 de Junho – 3.ª Feira
21H30 – Ciclo “Pensar os Pensadores do Socialismo: "Olha a Revolução!" - que partidos e/ou que movimentos para a luta emancipatória?, com Ana Drago e Joana Mortágua
24 a 26 de Junho - 6ª Feira a Domingo
17H30 às 21H00- Exposição de objectos cinemáticos “A máquina do tempo”, apresentados por Pietro

24 de Junho – 6.ª Feira
22H00 – Apresentação de livro “Laranjachão, palavras a corpo nu”, de Olga Sotto, edição Salamandra, seguida de concerto

26 de Junho – Domingo
11H00 às 19H00 – 2ª edição da “Feira na Fábrica”: Livros, velharias, flores, música, alimentação e bebidas, gastronomia, filmes e actividades infantis. Aos domingos, até 24 de Julho

28 de Junho – 3.ª Feira
21H30 - Ciclo “Pensar os Pensadores do Socialismo: "Olha a Revolução!" - O estado e a revolução. Como é que isto se (des)combina?, com Carlos Carujo e Alex Callinicos

31 de Junho a 2 de Julho - 6.ª Feira a Domingo
17H30 às 21H00- Exposição de objectos cinemáticos “A máquina do tempo”, apresentados por Pietro

domingo, 29 de maio de 2011

TOP 5 - Mês de Maio

LITERATURA

. Agave só floresce uma vez, Eurico Figueiredo  (Gradiva)
. Zapping sobre as madrugadas idênticas, Eugénia Brito (Autor)
Melhores contos espirituais do Oriente, AAVV (esfera dos livros)
Divórcio em Buda, Sándor Márai (Dom Quixote)
.Caso do Cadáver Esquisito, AAVV (Associação Cultural Prado)

LITERATURA INFANTIL

. Um, Dois, Três Maltês, Nadia Bude (A Cobra Laranja)
Animalário Universal do Professor Revillod, - (Orfeu Mini)
. Praia Mar, Bernardo Carvalho (Planeta Tangerina)
. É um livro, Lane Smith (Presença)
. Pê de Pai, Bernardo Carvalho & Isabel Minhós Martins (Planeta Tangerina)

NÃO-FICÇÃO

. Arte de dar peidos, Pierre-Thomas-Nicolas Hurtaut (Orfeu Negro)
Portugal em Crise, Fernando Condesso (Livros do Brasil)
. Como se levanta um Estado, Salazar (Mobilis in Mobile)
Novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa, AAVV (INCM)
Indignai-vos!, Stéphane Hessel (Objectiva)

quarta-feira, 25 de maio de 2011

Esta semana...

(25 a 31 de Maio de 2011)

25 de Maio - 4.ª Feira
21H30 – Tertúlia Ideias em Ebulição - "Educação", com Santana Castilho

26 de Maio - 5.ª Feira
21H00 – Cinema - filme “Shortbus”, de John Cameron Mitchell, seguido de debate
21H30 – Inauguração Exposição Pintura "Cepticismos", de JMC

27 a 29 de Maio - 6.ª a Domingo
17H30 às 21H00- Exposição de objectos cinemáticos “A máquina do tempo”, apresentados por Pietro

27 de Maio - 6ª Feira - 6.º OPEN DAY (das 12H00 às 3H00)

Todo o dia - Feira de livro novos e usados

12H00 - inauguração bar WE/João Portugal Ramos, na Ler Devagar: Vinhos, queijos e charcutaria

15H00 - Performance Troiando - o "Cavalo de Tróia" passeia na LX e mostra a "Odisseia" e a "Guerra de Tróia", para todos, e "Lisístrata", só para adultos, pela Associação Cultural Criadores de Imagens Teatro de Marionetas

17H00 – Inauguração exposição fotografia “Dog days are done", de Jagienka Szymanska

17H00 – Apresentação exposição pintura “Cepticismos”, de JMC

18H00 – Lançamento livro “ A Agave só floresce uma vez. Ciclo Duriense 1”, de Eurico Figueiredo, edição Gradiva, com apresentação de Amadeu Lopes Sabino

19H00 – Lançamento livro “PORTUGAL EM CRISE: Pela Reforma Global do Sistema Político e das Políticas Públicas“ de Fernado Condesso, edição Livros do Brasil, apresentação de Eurico Figueiredo e José Adelino Maltez

21h00 – Cinema – apresentação de documentário “Pietro, artista cinematográfico”, realizado por François Manceaux

22H30 - Concerto jazz com Marta Hugon e Filipe Melo

24H00 – Concerto Piano com Catherine Morisseau e convidados

(Informação detalhada sobre o 6.º Open Day em Lx Factory)

28 de Maio - Sábado
22H00 - Lançamento livro "Scorpio rising - transgressão juvenil, anjos do inferno e cinema de vanguarda", de Ondina Pires seguido de projecção do filme de Kenneth Anger, e debate

31 de Maio - 3.ª Feira
21H30 - Encontro das Sociedades Portuguesa de Psicossomática e de Psicodrama Psicanalítico de Grupo