terça-feira, 10 de novembro de 2015

"A Balada do Marinheiro-de-Estrada" > 17 Dez > 21h30


"A balada do marinheiro-de-estrada" - Miguel Gullander | Melodrama para Soprano ao piano e djambé. Ana Maria Pinto - Soprano

No melodrama, o Soprano recita e canta a palavra poética desafiando os próprios limites para chegar além, ao desconhecido, à terra das grandes descobertas. O ouvinte acompanhará a viagem nunca saindo do lugar seguro da assistência, mas sendo, inevitavelmente, o recipiente do mesmo desafio.

A Balada do marinheiro-de-estrada é uma obra que marca novos rumos na moderna literatura portuguesa. Diferente de tudo, revela as muitas influências que cruzaram o universo do luso-sueco Miguel Gullander. O on-th-road atravessa o espectro das filosofias orientais numa análise profunda do nosso modo de viver e das angústias do homem dos nossos tempos. Um livro de viagens sobre como devem ser escritos livros de viagem. De como devem ser feitas as viagens. A linguagem é poética e estrutura-se como um sutra ao mesmo tempo que descreve o nosso mundo como muito poucos autores conseguem com concisão e nitidez, vendo para lá do superficial.

Ana Maria Pinto finalizou o seu Mestrado em ópera na Universidade das Artes em Berlim. Foi bolseira da Fundação Walter-Kaminsky (Munique) e da Fundação Calouste Gulbenkian. Apresenta-se nas mais importantes salas do país e no estrangeiro. Em 2014 interpretou o papel de Cecilia no fime "Casanova Variations" onde contracenou com John Mallkovich e cantou com o tenor Jonas Kaufmann. A peça A balada do marinheiro-de-estrada teve estreia em Maio de 2015 em Windhoek - Namíbia e primeira apresentação em Portugal na Casa Museu Teixeira Lopes. Iniciou recentemente o projecto "Xinganje & Kaviula" com o músico angolano Zé Beato.