quarta-feira, 24 de maio de 2017

Lançamento > RAPublicar > Soraia Simões > 6 JUN > 21H00




Soraia Simões
Nasceu em Coimbra, em 1976. Radicou-se em Lisboa em 2008. É Pós-Graduada em Estudos de Música Popular e Mestranda em História Contemporânea pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, encontrando-se a desenvolver a sua tese sobre o impacto social e cultural estabelecido pela prática do «rap» e pela «cultura hip-hop» entre os anos de 1986 e 1996 no país.

Investigadora integrada do Instituto de História Contemporânea (IHC-FCSH/UNL), é autora do Projecto de Arquivo e Documentação «Mural Sonoro». Escreveu, em vários órgãos e edições, textos diversos na área musical, sendo autora do livro Passado—Presente. Uma Viagem ao Universo de Paulo de Carvalho (Lisboa: Chiado Editora, 2012) e RAPublicar – a «micro – história» que fez história numa Lisboa adiada: 1986 – 1996 (Lisboa: Caleidoscópio, 2017). Recebeu o Prémio Megafone da Sociedade Portuguesa de Autores, em 2014 na Categoria Missão, coordenando, actualmente, o projecto «RAPortugal 1986 - 1999».
O seu estudo e trabalhos incidem na cultura popular e movimentos transnacionais, nas práticas musicais em contextos migratórios e de revolução política ou ideológica e nos arquivos digitais sonoros. É a consultora musical do projecto que faz parte dos conteúdos especiais da RTP Extrema-Esquerda: Porque não Fizemos a Revolução? e Coordenadora geral e de investigação no projecto RAPortugal: 1986 – 1999 (projecto financiado em 2015 pela Direcção Geral das Artes).
É autora do programa Conversa ao Correr das Músicas, programa de História da Música, que conta também com a sua apresentação e estreia em Maio de 2017 numa primeira série de 13 episódios.

Acerca do livro:
Trata-se de um trabalho que incide no primeiro momento do RAP e da "cultura hip-hop" em Portugal. O livro procura cruzar as principais alíneas dos Estudos sobre Música Popular com a História Contemporânea, privilegiando como ferramenta de trabalho a história oral e cruzando-a com fontes escritas. Composto por ensaios, fruto da interpretação dessas fontes orais e escritas reunidas pela investigadora e autora durante a sua pesquisa, bem como fotografias inéditas e por um QR-Code que dá acesso a cerca de 25 recolhas de entrevistas que a autora realizou durante o seu trabalho de campo. Esses testemunhos/memórias cruzados com fontes escritas, procuram uma leitura renovada sobre o primeiro período do RAP em Portugal e a importância verificada na sociedade e na cultura portuguesas da segunda metade do século XX.



terça-feira, 23 de maio de 2017

Teatro > Uma Compota de Poesia > por Língua de Trapo > 16 e 17 JUN > 21H30



"Compota de Poesia"

em cada espectáculo, dois actores dramatizam as várias pessoas de Pessoa.


em cena

dias 16 e 17 de junho
SEXTA e SÁB às 21h30

(no final do espetáculo, haverá uma tertúlia, na qual todos poderão participar)


Sinopse
Devido ao elevado teor emocional, aconselha-se uma compota de poesia 3 a 4 vezes por semana, 2 atores por dia. Um consumidor assíduo descobrirá o sentido oculto das palavras e perceberá que a poesia pode tomar a forma de teatro e de canto. Não tem efeitos secundários perniciosos, mas atenção: causa habituação.

Synopsis
Come and discover Fernando Pessoa's poetry like never before. In this poetry jam, 2 actors will show you in each performance the many faces and characters that the famous poet embodied, giving voice and gesture to a selection of some of his finest verses. Are you prepared to taste poetry?


Ficha Técnica

Texto: Poesia de Fernando Pessoa e heterónimos
Encenação: Paula Antunes
Elenco: Ana Videira, Francisco Gomes, Hugo Baptista,
Natacha de Noronha e Pedro A. Rodrigues
(cada sessão de 45 minutos terá 2 actores em cena)
Direcção Musical e Sonoplastia: Hugo Baptista
Fotografia: Joana Jesus
Cartaz: Pedro Miguel Sousa
Produção e Comunicação: Bruna Pereira
Direção Artística: Teatro Língua de Trapo

Duração: 45 minutos

Classificação Etária: M12


3€* 
*preço único

Reservas e informações: linguadetrapo.teatro@gmail.com 
96 431 80 35

Exposição de Stencil > As telas que o mar me dá > Dino Luz / Stencil Fartz > 7 a 25 Junho


domingo, 14 de maio de 2017

Performance Teatral > Urro > 3 JUN > 22H30



Performance teatral em 50 minutos.

Texto de Júlio do Carmo Gomes.
Coprodução de Apuro e Dogma12.
Direcção de Rui Spranger.
Interpretação de Castro Guedes.

“O teu sonho é vires a ser a sínteses perfeita entre operário e capitalista, de derrota em derrota, até à mobilização final!” IMPIEDOSO, CRUEL,

“Tentas convencer-te que hoje já não há ideais, que vives numa época sem soluções globais, sem alvoradas, nem amanhãs, não há barreiras ideológicas nem diferenças de classe.” SARCÁSTICO, INQUIETANTE.

“Tu só te indignas incidentalmente com a caniche da vizinh de baixo quando sais do tu quarto (ou será um ‘loft’?).” ASSERTIVO, INDEPENDENTE.


Não aconselhável a menores de 14 Anos.
Marcações para cg.dogma12@gmail.com



segunda-feira, 8 de maio de 2017

Exposição > Mashup > Ana Pereira > Inauguração: 10 MAI > 18H30 — até 28 MAI




Lançamento de Livro > O Pianista de Hotel > Rodrigo Guedes de Carvalho > 16 MAI > 19H


Sinopse

O Pianista de Hotel transporta-nos numa melodia. 

É uma entrada para um mundo regido pela linguagem da música, pela sua força e beleza, presentes no ritmo de cada frase, de cada parágrafo rigorosamente medido.
Livro em camadas, nele se cruzam diversos planos, diversas histórias perpassadas pelo poder redentor da música que entra e rasga, a solidão, a dor e o vazio das pessoas que habitam nestas páginas. Com um vasto subtexto, a densidade das personagens está carregada de mistérios que nos prendem a sucessivas interrogações.

Há um pouco de nós em todas elas.
Há muito de nós neste mergulho ao mais fundo da alma humana. 
É um romance que se lê e ouve, que mantém todos os sentidos alerta. Uma pauta musical, com andamentos diversos, que acabam por se cruzar numa vertigem imprevisível de autêntico thriller psicológico.

E, depois, há o pianista…

quinta-feira, 4 de maio de 2017

Concerto > Gabi Buarque > 8 JUL > 22H


A cantora e compositora carioca, Gabi Buarque, na Turnê Europa 2017, apresenta seu mais novo concerto com foco na PALAVRA e direção cênica de Duda Maia. Samba, coco, maracatu, xote, maxixe, valsa... a diversidade rítmica brasileira em canções inéditas, poesias e músicas gravadas nos cds "Deixo-me acontecer"(2011) e "Fiandeira"(2014).

The brazilian singer and songwriter, Gabi Buarque, on the Europe Tour 2017, presents her new concert with a focus on the WORD and the scenic direction of Duda Maia. Samba, coco, maracatu, xote, maxixe, waltz ... all Brazilian rhythmic diversity in unpublished songs, poetry and songs recorded in cds "Deixo-me Acontecer" (2011) and "Fiandeira" (2014).

www.gabibuarque.com.br

sexta-feira, 28 de abril de 2017

Workshop > Escrita Criativa > 27 MAI > 15H


A quem se destina o Workshop?
A todos os que têm o bichinho da escrita mas que necessitam daquele empurrão final para o fazer crescer.
A todos aqueles que gostam de ler, ouvir, partilhar e, acima de tudo, escrever.
A todos os que pretendem uma manhã bem passada e, acima de tudo, bem escrita.

Programa do Workshop:
Experimentar técnicas para desbloquear e estimular a escrita
Explorar a criatividade
Trabalhar a imaginação
Caracterização de personagens
Espaço e tempo na escrita
Pré Requisitos: Não há.

Local: O workshop realiza-se no dia 27 de Maio das 15h00 às 19h00 no Lx Factory
(Lisboa) - na Livraria Ler Devagar (morada: Rua Rodrigues de Faria 103, 1300 Lisboa).

Valor do Workshop: € 40,00
Para assegurar a vaga deverá liquidar o valor para o IBAN:
PT50 0023 0000 45484062712 94
(solicita-se envio do comprovativo de transferência para escritacriativainfo@gmail.com )

Inscrições: As inscrições serão feitas por e-mail para escritacriativainfo@gmail.com 
com a seguinte informação: nome, profissão, data de nascimento e contacto
(telemóvel).
Termos e Condições:

- A inscrição no Workshop só é válida quando a transferência se efectuar e o
comprovativo for enviado para o e-mail escritacriativainfo@gmail.com .

Com Catarina Duarte
Blog: www.insensatez.blogs.sapo.pt/
Facebook: www.facebook.com/catarinaduartewords
Instagram: catarinaduarte.words

quarta-feira, 26 de abril de 2017

Concerto > Musaicus > 12 MAI > 22H


"musaicus" é um grupo de músicos com diferentes experiências e vivências musicais que se reuniram para partilhar os seus conhecimentos e criatividade, criando uma obra original que querem que seja pública e para o público.

Com influências no jazz, blues e na música latino-americana, nas características da sua instrumentação - voz, guitarras clássicas, portuguesa, bateria e percussões - a banda evoca memórias que se traduzem em canções originais cantadas em português, inglês e francês. Em concerto, o improviso é exercício criativo praticado pelos músicos.


Clássicos na Livraria > Música Americana para Piano > Teresa da Palma Pereira > 20 MAI > 18H


Entrada: 5€

sábado, 22 de abril de 2017

Concerto > Vatsun + João Tamura > 28 ABR > 21H30

Vatsun pode significar “palavra” ou "discurso" em sânscrito, e designa um estilo poético. Como nome desta viagem, Vatsun homenageia a origem, que agora é tomada agora pela vida das suas canções. Na música, as delicadas melodias de piano são recortadas por batidas pesadas e ameaçadoras. Nas palavras, uma homenagem à vida. Vatsun tenta criar originalidade quando é quase impossível, porque o que importa mesmo é só cantar outra vez.

Vatsun é um projecto independente de música electrónica com canções em português. É formado por Sérgio Deuchande que canta, escreve e produz as batidas eletrónicas, e por Bruno Garcez que toca Microkorg e assiste na composição e produção musical.


Siga o evento no Facebook

quarta-feira, 19 de abril de 2017

Concerto > Before You Go > 27 MAI > 22H00



Os Before You Go estão a levar aos palcos o primeiro álbum de originais. O rock alternativo é o género com mais protagonismo na banda formada pelo Regi na guitarra, Florian na bateria, Nuno no baixo e a Mariana na voz e sintetizador. A formação existe desde 2014 e este ano contam ter disponível o álbum em formato físico e digital.

Workshop > Prevenção do Fracasso > Não Conhecer os Clientes > 4 MAI > 14H00



Mais informação em failproofbusiness.academy/workshops.

Workshop > Semana do Empreendorismo > Não há interesse no Mercado > 3 MAI > 18H30




Visionamento da Série "Couples - How I Met My Ex" > 6 de Maio > 21H00







Carolina Deslandes > Apresentação do Blog > A vida toda > 20 de Abril > 18h30


domingo, 16 de abril de 2017

Sessão de Contos e Música > Lançamento dos cadernos de contos > António Gouveia > 21 ABR > 19H00



António Gouveia, autor e contador de histórias junta-se aos músicos André Matias (contrabaixo) e Daniel Matias (saxofone) para apresentar os seus cadernos de contos "batata doce assada com leite condensado", "desces as escadinhas e viras à esquerda" e "estimado cliente".

Estes cadernos de contos, em edição de autor e em formato de literatura de cordel, são uma forma de partilhar os textos e o imaginário narrativo deste contador de histórias, nascido em Benguela.

Vivências pessoais, episódios ímpares, situações estranhas, observações do quotidiano, invenções do quotidiano... tudo se junta para desfilar num discurso narrativo ou em textos que nos apresentam uma outra perspectiva.

quinta-feira, 13 de abril de 2017

Concerto > Sophie Hutching / Lucas > 29 ABR > 19H00


Sophie Hutchings


Desde os seus primeiros anos a tocar piano enquanto mais ninguém se encontrava em casa dos pais, a australiana Sophie Hutchings tornou-se, nos dias de hoje, numa compositora e interprete reconhecida mundialmente.

Frequentemente comparada a Michael Nyman, Max Richter, Dustin O'halloran, Nils Frahm, Sophie tem recebido críticas bastante elogiosas, tendo a MOJO Magazine descrito o seu trabalho como "vigoroso, enérgico e extremamente melódico". O álbum de estreia figurou no Top 5 das produções independentes desta conceituada publicação, tendo continuado a impressionar e a receber mais elogios desde então. As composições de Sophie são emotivas, de um certa ingenuidade até, mas simultaneamente cheias de ironia, convidando-nos a uma escuta atenta e absorvente através das surpresas que é capaz de criar.

Nos seus concertos, Sophie equilibra a beleza da fragilidade com um profundo sentimento de urgência. Há uma densidade que tanto nos pode conduzir para territórios de um certo encantamento, como para zonas mais sombrias. É esta capacidade rara de reunir polos tão opostos que tornam o seu trabalho tão distintivo, conferindo uma visão autoral bem vincada.

As suas composições são a manifestação de um universo bastante variado ora de melodias elegantes e envolventes ora de momentos mais épicos e urgentes. Juntamente com o piano, o recurso ao violino e violoncelo permitem expandir o horizonte que as suas composições podem adquirir, ao mesmo tempo que lhe dão corpo e aprofundam as pequenas matizes e ligam cada pequeno detalhe tão característico do trabalho de Sophie Hastings.

SPOTIFY | Sophie Hutchings

VIDEO | Sunlight Zone | Shadowed | Live at ABC National Radio

WEBSITE | www.sophiehutchings.com


FACEBOOK | www.facebook.com/SophieHutchingsMusic

Siga o evento no Facebook.

quarta-feira, 12 de abril de 2017

Dia Mundial da Fotografia Estenopeica > Oficina de Fotografia Estenopeica > 29 ABR das 12h às 18h > 30 ABR das 11h às 15h





Para mais informação:

Site do Dia Pinhole
Blog BURACODEAGULHA
Blog Câmara Estenopeica
Página de Facebook Pinholadas
Grupo de Facebook

Coloque questões:
pinholeiro@gmail.com


As ferramentas e restantes materiais serão disponibilizados
Apoio da oficina:  10 pinholadas 
Tragam uma pen




Concerto > Duo Corcova > 20 MAI > 20H30


Duo Corcova; Laura van de Woord (violino) e Jeroen Hobbel (guitarra). O duo foi formada em 2002 através do interesse comum na música clássica e world music.
Com estes estilos que eles executam na Holanda e no exterior. Em 2012, eles fizeram o seu CD de estréia “Violino e Violão ‘em Tam Tam estúdio de Lucas van Merwijk. Em dezembro de 2014, o CD lançado Bacalhau, novamente em esferas brasileiras. No ano passado eles foram a várias vezes na Radio 1 no programa ‘Vroege Vogels’ na Holanda. Eles também foram ouvidos no programa “Brazilian Blend” e ATOS Radio. Além de dar concertos ambos trabalham como professores de música em Cascais, Portugal.

Laura van de Woord estudou violino com Kati Sebestyen no Conservatório em 2000 e recebeu sua diploma. Durante o estudo frequentou vários cursos de aperfeiçoamento para música de câmara, com Storioni Trio e Alexander Hrisanide e outros. Participou em vários cursos de música de câmara na Suíça, Espanha e Áustria. Depois de seus estudos ela foi treinada no violino de Andras Czifra e a viola com Ervin Schiffer. O pianista americana Susan Mc.Adoo deram concertos na América. Ela interpreta sólida na Orquestra Cantata Wilhelmina em Dordrecht. Aqui eles substituído o ano passado, o concertino Jouke van der Leest. De setembro de 2002 até julho 2015 lecionou na ToBe cultural (escola da música) e toca em vários conjuntos de música de câmara, incluindo o
Duo Corcova e o Art du Monde Ensemble.

Jeroen Hobbel estudou guitarra classica com Hans van Goch e Dick Hoogeveen no Conservatório de Roterdão, onde se graduou em 2000. Frequentou masterclasses com John Mills e Dick Visser. Então ele atirou-se por um tempo cheio de entusiasmo com o estudo “Tango Argentino” também no Conservatório de Roterdão. Ele foi associado a partir de 2005 até julho de 2015 para ToBe cultural (escola da música) professor de guitarra e direção musical da orchestra. Jeroen tem nos últimos anos fez um membro de vários conjuntos, incluindo: Guitarras Porteñas e Nuevos Tangueros. Atualmente ele toca nos seguintes conjuntos: Duo Corcova e o Art du Monde Ensemble. Ele deu vários conjuntos em casa e concertos no exterior. Actuou como solista com orquestras e coros.

Site, Facebook

Exposição Juvebêdê > 20 Anos em Imagens > 25 ABR — 6 MAI


Blog JUVEBÊDÊ

Site

Facebook

quinta-feira, 6 de abril de 2017

The Therapist: Lançamento > As 5 Cores da Cozinha Saudável > 27 ABR > 19H



Receitas simples, rápidas e deliciosas (e sem açúcar!) da autora do blogue Made by Choices.

Vânia Ribeiro estava já no terceiro ano de Psicologia, quando o acaso lhe bateu à porta e, num curso de massagem indiana, descobriu a Naturopatia. Foi uma revelação. Decidiu começar do zero e mudar de vida. E mesmo a tempo. Tinha problemas de saúde desde a adolescência, gripes frequentes, acne severa, quistos na mama... Os médicos não ajudavam, ou ajudavam pontualmente. E a dieta, essa continuava na mesma: alimentos processados, muito açúcar, muitas batatas fritas.  Depois de concluir o curso de Naturopatia, ainda tinha problemas. Mas nessa altura já tinha os conhecimentos para se curar. Começou a encarar a sua saúde de uma forma holística. E percebeu que estava na hora de pôr o avental e ir – a contragosto – para a cozinha.
Hoje a Vânia, aos 30, tem muito mais saúde e energia do que tinha aos 20. E apenas precisou de reformular radicalmente as sua escolhas alimentares (daí o nome do seu popular blogue, Made by Choices). Acabou com os alimentos processados e com o açúcar. Dedicou-se em primeiro lugar aos vegetais. E começou a fazer magia na cozinha.
Este livro mostra tudo o que a Vânia aprendeu. Sempre vegetais, sempre sem açúcar. E tudo organizado em função das cores, porque elas transmitem estímulos, vibrações e informações importantes acerca do alimento. Cada cor ou pigmento de um alimento corresponde a determinados fitonutrientes essenciais para a protecção, defesa, regeneração e eliminação de toxinas do nosso organismo.

Conheça o espaço The Therapist

sexta-feira, 31 de março de 2017

Printemps Littéraire Brésilien > 1 ABR > 15H30


Leitura e formação do escritor. 

Com Andrea Nunes, Marcos Peres, Rafael Gallo, Marcelo Moutinho, Henrique Rodrigues e Julia Wähmann
Moderação : Prof. Dr. Leonardo Tonus (Université Paris-Sorbonne)

A Primavera Literária Brasileira (Printemps Littéraire Brésilien)  inscreve-se numa perspectiva pedagógica e se estende aos campos da promoção e divulgação da cultura e da literatura lusófonas. Trata-se de um encontro anual europeu inicialmente idealizado para promover e ampliar a formação de estudantes em letras inscritos nos cursos de português em instituições europeias. Desde a sua criação em 2014  pelo professor Leonardo Tonus (Université Paris-Sorbonne) o evento já se consolidou como um importante espaço de discussão literária, potencializando leituras e enriquecedoras experiências culturais em torno da língua portuguesa.
Mais de 30 romancistas, contistas, dramaturgos, poetas e ilustradores participarão da quarta edição da Primavera Literária Brasileira  que acontecerá entre os dias 20 de março e 5 de abril de 2017, em quatro países europeus (França, Bélgica, Portugal e Espanha). Debates, leituras, saraus literários, lançamentos de livros e ateliês de escrita criativa serão organizados em livrarias, centros culturais, espaços institucionais ou voltados ao ensino, em Paris, Bruxelas, Lisboa, Óbidos, Évora, Sintra e Barcelona.

quinta-feira, 30 de março de 2017

Concerto > Band'Olim > 21 ABR > 21H30


Da junção de dois mundos musicais diferentes com percursos, histórias, influências e vivências próprias, nasce em 2013 um novo som: os Band’Olim, um projecto de originais com raízes na tradição musical portuguesa, folk e clássica e que, no fundo, está a procura da sua própria voz.

Pedro David (Flauta Transversal, Guitarra, Violino e Voz) e 
Helena Reis (Piano, Bandolim, Adufe e Voz)

Video Band'Olim - "Pirata"

quarta-feira, 29 de março de 2017

Exposição > Jacek A. Ulinski > Kasia Wrona > Inauguração 8 MAI > 18H30 — até 28 MAI




Jacek A. Ulinski
Nascido no início da década de 60, na Polónia, Jacek A. Ulinski é um artista de fotografia  freelancer há mais de 35 anos.
A sua paixão pela fotografia de Natureza nasceu enquanto prestava serviço militar em muitos locais estranhos pelo mundo fora. Começou pelo preto e branco clássico, vivendo milhares de horas no quarto escuro (nunca são demais), passando a coleccionador de câmaras há mais de 10 anos, além de investigador na área da história da fotografia.

Passou pela fotografia de viagens, retratos e casamentos, vida selvagem e paisagens (viver em Portugal faz com que as aventuras sejam diárias) mas a sua paixão de longa data é a fotografia de flores.
Apaixonado pela sua mulher e pela verdadeiramente única luz de Portugal.
"Através da minha paixão pela fotografia vejo a real beleza da nossa existência”

Kasia Wrona
Em 1991, Kasia graduou-se com mérito na Academia de Belas Artes de Cracóvia, Polónia.
Durante a sua carreira artística, Kasia recebeu reconhecimento profissional e inúmeros prémios tanto na Polónia como no Japão.
Kasia utiliza o desenho, pintura, design gráfico e instalações vídeo para exibir o seu talento. Através destas técnicas diversas os elementos naturais da terra, ar, fogo, água e espaço são revelados como a sua principal inspiração.
Em complemento, Kasia tem desenvolvido a sua paixão pela técnica de pintura icónica.
É uma cofundadora, da Academia de Arte da Marina de Lagos desde 2011 onde ela da aulas de desenho.

Os trabalhos de Kasia são expostos regularmente e foram adquiridos para colecções públicas e privadas em todo o mundo.

Recital Solidário de Piano > Bernardo e Tomás > 6 MAI > 17H




Exposição de Pintura "Coetâneo" > Ildebranda Martins > 7 de Abril > 19h00


terça-feira, 28 de março de 2017

O espectro dos populismos: História e Política > CULTRA > 1 ABR > 11H


PROGRAMA

local: Galeria da Ler Devagar

11h – Abertura 
11h15 - Mesa 1: Populismos, fascismos e nacionalismos 

Cecília Honório: “Populismo - esquerda, direita e demoliberalismo”
Fernando Rosas: “Fascismo, ontem e hoje”
José Manuel Sobral: “Identidades nacionais e processos de globalização”

13h: Almoço

local: 1º piso

14h30 - Mesa 2 : Poder e populismos

José Manuel Pureza: “As migrações como ameaça: populismo, neoculturalismo e políticas de interculturalidade”
João Mineiro: “Política e poder na era da ‘pós-verdade´”
Isabel Estrada Carvalhais: “A falácia do anti-intelectualismo como resposta política”

16h30 – Mesa 3 - Populismo, ideologia e culturas políticas

Luís Trindade: “Populismo entre a ideologia e as culturas políticas”
Francisco Louçã: “Terrorismo e populismo: conceitos, linguagem e uso social”