quarta-feira, 24 de janeiro de 2018

Apresentação do Livro "enCLAVEdePORTUGAL" > Inauguração de Exposição > 3 MAR > 19H00



“A realidade só existe se a sonhamos”
Juan Marsé

O sonho distingue-se significativamente da realidade, não obstante, perseguimos o desejo de vivê-lo. Durante a minha juventude sonhava passear pelas idílicas

ruas de Lisboa, uma Lisboa nobre, melancólica e cinzenta como todas aquelas metrópoles decadentes e distantes de um pretérito esplendor.

Com a chegada da crise propus-me realizar os sonhos de juventude, acompanhar o enigmático Pessoa, a desgarrada Amália, o comprometido Saramago e

passear pelo Largo do Carmo com o heróico Salgueiro Maia. Assim, tive que limpar o pó à minha velha Leica, regressar ao odor dos químicos e fechar-me outra vez na vermelha penumbra do laboratório.

O resultado é uma Lisboa íntima, nostálgica, enlaçada ao meu passado. A Lisboa que sonhei de jovem e que, por fim, deixou de ser um sonho para tornar-se realidade. A minha realidade.


Miguel Ángel Sintes Puertas